Picanha, trufa branca e uma amizade cantada em palco: 14 coisas para fazer no fim de semana

No Figueiral, em Almancil, a picanha é a estrela da casa. O chef Pascal Meynard traz várias interpretações da trufa branca no prato. Samuel Úria e Benjamim celebram amizade e admiração mútua em palco.

 

Figueiral

Para comer picanha no Algarve: há mais de 30 anos que Cláudia Sousa e o filho Ivan Gomes são os rostos que os clientes reconhecem quando visitam o Figueiral. Com a costa algarvia no horizonte, o restaurante de Almancil oferece o melhor da gastronomia portuguesa servida num ambiente descontraído e acolhedor com um toque rústico. Junto ao mar, o peixe não pode faltar, mas é pela carne que se destacam. Criteriosamente servida ao estilo brasileiro pelo chef Eraldo Brandão, a picanha (19€) é a estrela desta casa algarvia. Entre as opções do menu há ainda tornedó com molho (19,50€), Bife Wellington (21€) ou bife à portuguesa do limbo (19,50€). No peixe, há filetes de linguado com banana flamejada com licor Grand Marnier ou bacalhau em crosta de broa com batata a murro. Para adoçar o final da refeição, o Figueiral oferece ainda uma variedade de sabores de gelados, como o tarte whisky e o creme catalana, e sobremesas como Profiteroles recheados com cobertura de chocolate quente.

 

Dammi I Colori

Para ver as cores de Berlim: porque a capital alemã é um dos cenários artísticos mais vibrantes do mundo, as obras de 11 artistas que vivem e trabalham em Berlim chegam a Lisboa para dar cor à Sociedade Nacional de Belas Artes. Promovida pela Galeria NAVE, a exposição DAMMI I COLORI — cujo nome é uma citação da ópera Tosca de Puccini — é composta por 12 obras que exploram a variedade de perspetivas sobre o uso da cor na arte contemporânea, desde esculturas a objetos, abstratos, desenhos e colagens. A exposição abre portas a 3 de novembro e está disponível até 2 de dezembro. Assim, durante um mês, quem visitar a Sociedade Nacional de Belas Artes vai poder ter uma pequena visão da criatividade, produtividade e diversidade da capital alemã, que abriga cerca de 10.000 artistas visuais.

Restaurante Oitto

Para almoços tardios ao fim de semana: sabe quando os almoços de fim de semana se conseguem arrastar quase até à hora do jantar? Com o Oitto, não é preciso verificar o relógio ou esperar aquela sugestão subtil para ir abandonando a mesa porque o restaurante vai encerrar e o bem bom tem que ficar por ali. Agora, aos sábados e domingos, o espaço chefiado por Carlos Afonso funciona sem paragens das 12h00 às 24h00. Tome nota ainda que ao domingo há um Especial de Cabrito confecionado em forno de lenha. Para digestão? Se for caso disso, subir e descer o Chiado.

Stock off QuartoSala

Para comprar peças únicas a preços reduzidos: a partir deste sábado e até ao próximo 18 de novembro, a QuartoSala retoma o modo stock off, para uma seleção de peças de design com preços mais reduzidos. Do mobiliário à iluminação, o corte na etiqueta pode mesmo chegar aos 80%. Nesta edição do Stock Off vão estar disponíveis objetos como o candeeiro Snoopy, desenhado pelos irmãos Castiglione, a excêntrica poltrona Up, da B&B Italia e o sofá Florence Knoll. Para descobrir tudo entre a loja de Paço d’Arcos e o Príncipe Real.

Benjamim e Samuel Úria

Para testemunhar os frutos criativos de uma longa amizade: em janeiro, os dois amigos — e admiradores mútuos — subiram ao palco para interpretar “Conta-me uma Canção”, espetáculo entre o diálogo e a canção. O sucesso da parceria — que fez esgotar o Teatro Maria Matos — deu mote e um reencontro, desta vez no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa, com repetição no dia 8 de novembro no Teatro Sá da Bandeira, no Porto. A viagem musical pelo cancioneiro dos dois artistas conta com a estreia da sua sua primeira colaboração artística, com o tema “Os Raros”. Os bilhetes estão à venda na Ticketline.

Algarve Spa Week

Para aproveitar e relaxar: durante nove dias o Real Hotels Group vai participar naquela que é a 13.ª edição do Algarve Spa Week. De 28 de outubro a 9 de novembro, o Real Spa Therapy do Grande Real Santa Eulália Resort & Hotel Spa e do Real Marina Hotel & Spa vai ter um menu de tratamentos com 50% de desconto que promete oferecer aos clientes verdadeiros momentos de relaxamento e rejuvenescimento. Entre os tratamentos estão cuidados de rosto e corpo, que incluem esfoliação, hidratação e peeling, e massagens, que vão desde a Massagem Real Vital, concebida para libertar as tensões da área do corpo à escolha, ao Circuito Hidroterapia, que inclui banho turco, sauna, piscina e jacuzzi. Nas hidratações e esfoliações há ainda tratamentos à base de óleo de cacau e manteiga de karité, óleo de noz de alperce, laranja doce ou erva limão.

A Airstream do Groundburguer

Para agarrar uma oferta suculenta: fãs do Ground Burguer e da zona ocidental de Lisboa, fiquem a saber que os conhecidos (e deliciosos) hambúrgueres têm um novo espaço. Trata-se de uma Airstream, uma roulotte tipicamente americana, cromada, e que estaciona na Avenida da Índia, a um passo da Torre de Belém. E para comemorar esta abertura, na manhã de sábado, a Ground Burger vai premiar todos os que se encontrem a fazer exercício no Jardim de Miraflores, onde estarão promotores com mochilas Glovo que farão 100 ofertas, através de carimbos, para que cada pessoa as possa levantar na Airstream nesse mesmo dia. Hambúrgueres, batatas fritas caseiras e as famosas bebidas Fritz-Kola são os produtos do menu.

Semana Gastronómica da Castanha

Para aproveitar o São Martinho: os sabores de outono vão encher as ruas de Bragança para uma semana onde a castanha é a protagonista. De 3 a 12 de novembro, a Semana Gastronómica da Castanha junta 17 restaurantes locais para apresentar o que a gastronomia típica da época, com o fruto a assumir o papel principal de cada prato, tem para oferecer. Nos estabelecimentos aderentes, os menus variam entre os 15€ e os 45€ e contam com opões como sopa de castanhas e cogumelos, lombo de veado com puré de castanhas, risoto de cogumelos com castanhas ou espetada de castanhas. Nas sobremesas, este fruto do outono também tem lugar: desde a tarde de amêndoas e castanhas ao pudim de castanhas, passando pelo doce conventual de castanha com ovos moles, massa filó e gila.

Suspenso

Para todos os grupos de amigos: dia 3 de novembro o Suspenso, em Lisboa, vai ser a casa da atriz Inês Herédia, dos D.A.M.A e do humorista Guilherme Duarte para uma noite de festas. São três, com três temas diferentes e com a duração de três horas cada, e estão abertas a todos os grupos de amigos. Para além de ser uma House Party, organizada pelo whisky Grant’s, o evento é ainda uma competição entre os hosts: na Sala Grant’s Músicas, os D.A.M.A garantem o groove e a dança; na Sala Grant’s Mistérios, Guilherme Duarte vai desafiar as mais conhecidas superstições; e na Sala Grant’s Jogos, Inês Herédia convida todos os amigos a jogar matraquilhos, dardos, bilhares e máquinas de jogos. No final, são os fãs quem escolhe o melhor host através de uma votação na conta de Instagram de cada um.

Loggia

Para relembrar a comida de conforto da avó: porque os dias mais frios pedem refeições saborosas e confortáveis, o restaurante LOGGIA, em Coimbra, trouxe de volta a “avó” que aos domingos vem oferecer um buffet acolhedor com uma vasta seleção de pratos que aquecem o coração. Criado pelo chef Vitor Dias, o Buffet da Avó, no restaurante do Museu Nacional de Machado de Castro, está assim disponível das 12h30 às 16h00 pelo preço de 22,50€ por pessoa. À disposição está uma oferta variada de entradas, saladas, sopas e pratos quentes, que vão desde a bochecha de porco ibérico confitada ao lombo de bacalhau com aromas serranos, e que podem ser saboreadas com a Universidade de Coimbra como pano de fundo. E como as avós têm sempre algo de bom para dar, está ainda disponível uma seleção de sobremesas e doces para o final da refeição.

Festa Criola – Lisboa Criola

Para avós, netos, pais e filhos: evento global e intergeracional, a Festa Criola vai espalhar-se por três pontos da cidade com momentos de música, gastronomia, literatura, dança e, claro, artes criolas. Até sábado, 4 de novembro, o cartaz está recheado de manhã à noite com peças de teatro, talks, workshops, artistas, jornalistas, desportistas e outros pensadores. Entre o Bairro Portugal Novo, Alfama e o Hub Criativo do Beato, quem se juntar à festa pode experimentar, por exemplo, o Brunch Criolo (30 euros), que inclui cachupa rica, bolo de banana e asinhas de frango com molho de amendoim; dançar ao som de Bonha (dia 4, às 22h); abanar a anca no momento de Samba Colaborativo (dia 3, às 21h45); ou assistir à peça de teatro “Válvula” (dia 3, às 19h30).

Menu de trufa branca de volta ao Ritz

Para saborear o aroma tradicional de Piemonte: a trufa branca de Alba está de volta ao Restaurante Varanda. Se o conhecido epicurista francês Jean Anthelme Brillat-Savarin a apelidou de “o diamante da cozinha”, ela reluz ao longo de todo o mês de novembro nas criações do chef Executivo do Ritz Four Seasons Hotel Lisboa, Pascal Meynard, fã deste ingrediente raro e exclusivo. Nas opções disponíveis, conte com Tagliatelle fresco, mascarpone, parmigiano reggiano, Alba Trufa (95€); Risotto acquerello, cogumelos girolles, hokkaido, Alba Trufa (105€); Peixe-Galo, alcachofra de jerusalém, huacatay, Alba Trufa (165€); Frango do Bresse, sasifi, mizuna, Alba Trufa (145€); e ainda uma Inspiração Vegan, com caldo Alba Trufado (79€). Reserve espaço para a sobremesa, porque há Chocolate Nyangbo, com alho preto, boleto, biancosubianco (29€).

A morte do Corvo

Para subir para cima do palco: peça de teatro imersivo de larga escala, “A Morte do Corvo” leva os visitantes para dentro de um thriller inserido nos loucos anos 20, onde conta uma história ficcionada de um plano de Edgar Allan Poe para matar Fernando Pessoa. Levando os espetadores “para cima do palco”, a ação distribui-se entre 31 salas (três delas novas, introduzidas a 1 de novembro) de 2 mil metros quadrados do Antigo Hospital Militar da Estrela. A direção criativa é de Nuno Moreira e a encenação de Ana Padrão. A nova temporada conta com uma nova personagem e vai estar em cena até 21 de dezembro, de quarta-feira a domingo, com 100 minutos de duração. Os bilhetes estão à venda no site oficial.

Experiências enograsronómicas na Quinta do Bonfim

Para explorar o Douro, entre paisagem, vinho e mesa: visita guiada pela adega e antigo armazém, provas de alguns dos mais distintos vinhos do Porto da marca Dow, e iguarias para saborear com o cunho do chef Pedro Lemos, ao leme do restaurante Bomfim 1896. No Pinhão, na Quinta do Bomfim, propriedade da Symington Family Estates há cinco gerações, os visitantes podem contar com um menu composto por cinco momentos, personalizável. Para entradas destacam-se a sopa fria de tomate coração-de-boi, pâté en croûte, legumes avinagrados, enguia fumada com brioche, maçã e rabanetes, vieiras com espargos e beurre blanc, e bife tártaro. Embale para o que se segue: o peixe do dia grelhado com bivalves, lula e caldeirada, e o bacalhau com favas e sames são as opções sugeridas, de entre as quais os visitantes poderão escolher uma. Guarde espaço para o pato com barigoule, lentilhas e cogumelos silvestres, ou novilho com puré de batata e legumes assados, que figuram entre as opções de prato de carne. Cada momento é harmonizado com um rótulo, e para rematar tem uma seleção de queijos e uma sobremesa (mil-folhas, creme fumado e caramelo salgado; tartelete merengada, ruibarbo e citrinos; ou ananás, ras el hanout e coco) –, acompanhada pelo vinho do Porto Graham’s Tawny 20 anos.

Restaurante Figueiral | A tradição e perfeição em cada detalhe

Restaurante Figueiral é um restaurante localizado em Almancil, na região do Algarve, perto de um dos principais pontos de acesso à Quinta do Lago. Há mais de 30 anos que esta família abre as portas da sua casa para receber de forma calorosa, proporcionar um serviço de excelência e momentos únicos à mesa com a degustação da melhor da gastronomia portuguesa.

Mantendo a gerência com que se estreou, o Restaurante Figueiral é uma casa de família gerida pela matriarca Cláudia Sousa e pelo filho Ivan Gomes. Ambos são o rosto de uma empresa familiar, conhecida por todos os frequentadores da casa, reflectindo os desafios e a experiência de muitos anos de empenho e dedicação. Um ambiente descontraído e acolhedor, através de uma envolvência rústica e elegante, que em muito tem contribuído para a posição de destaque enquanto um dos melhores restaurantes da região.

Cruzando a tradição com a modernidade, os pratos do Figueiral são servidos de forma cuidada e contemporânea, com opção pelo menu fixo ou pelas sugestões diárias do chef José Botequilha, que variam consoante a sazonalidade. Aqui encontramos a melhor picanha do Algarve (criteriosamente servida ao estilo brasileiro pelo chef Eraldo Brandão), peixe fresco e cortes de carne cuidadosamente seleccionados, legumes tenros, doces tradicionais e uma garrafeira de excelência. Queijo de cabra com maçã, mel e nozes; Filetes de Linguado com banana flamejada com licor «Grand Marnier», Peito de pato com molho de vinho do Porto e Profiteroles recheados e cobertura de chocolate quente são apenas alguns do pratos que compõem a carta.

O Figueiral é composto por duas salas de jantar e um espaço exterior (com uma esplanada mais privada e tranquila), bem como uma zona lounge, ideal para um aperitivo antes da refeição. Um serviço de bar completo com opções para todos os gostos e tipos de paladar (cocktails, gin, rum, vodka, whisky, cognac ou brandy) para que desfrute de uma experiência única entre amigos.

Esta é uma casa repleta de histórias que proporciona experiências gastronómicas de coração cheio. Um detalhe de cada vez, construído em cada prato e em cada memória criada. A hospitalidade genuína, a cultura algarvia e o foco no profissionalismo são a razão do seu sucesso numa história que dura há mais de três décadas e que ainda hoje continua a prosperar.

Um dos nossos locais preferidos no Algarve!

Figueiral – Tradition and modernity

Figueiral is a restaurant located in Almancil, close to one of the main access points to Quinta do Lago, south Portugal. For over 30 years, this family has opened the doors of their home to welcome us warmly and provide unique moments at the table tasting the best Portuguese cuisine. An excellent service and moments of conviviality with those we love the most.

Figueiral is part of my circuit of must-see places when I visit the Algarve. A comfortable restaurant, in a rustic and elegant atmosphere, and with a service that meets expectations, always attentive and friendly. The space has a lounge area (ideal for an aperitif before the meal) and two separate dining rooms, as well as a more private and quiet outdoor area. As it was still a Summer night, the terrace was the perfect place for an artful tasting.

One of the aspects that pleases me most is the way in which over the years they have managed to combine tradition with modernity. Figueiral’s dishes are served in a careful and modern way but the flavors are truly authentic, elevating Portuguese gastronomy. We can opt for the a la carte menu or accept chef José Botequilha’s daily suggestions, which vary depending on seasonality.

We started the tasting with champagne, perfect to accompany the starters: Goat cheese with apple, honey and walnuts and Grilled shrimp (with a freshness that is felt immediately and served perfectly). We move on to the main dishes – Halibut fillets with shrimp and obviously, chef Eraldo Brandão’s famous Picanha, which is served with rice, black beans, banana, sautéed potatoes with onion and farofa. Without a doubt, this is the best picanha I have ever tasted and one of the best in Portugal. Grilled and served perfectly, with a skill and flavor that leaves no one indifferent. The desserts, Apple pie with vanilla ice cream and Red fruit Pavlova, were perfect to end the meal.

Maintaining the management with which it debuted, Figueiral is a family house managed by matriarch Cláudia Sousa and her son Ivan Gomes and this feels in the best way. Both are the faces of a family business, known by everyone who frequents the house, reflecting the challenges and experience of many years of commitment, dedication and genuine friendliness with which they welcome us. Figueiral is a house full of stories that provides gastronomic experiences with a full heart.

By Carla Branco

Restaurante Figueiral: tradição e perfeição em cada detalhe

A família ViagensA4 partilha a experiência gastronómica num dos seus lugares preferidos do Algarve.

O Restaurante Figueiral é um restaurante localizado em Almancil, na região do Algarve, perto de um dos principais pontos de acesso à Quinta do Lago. Há mais de 30 anos que esta família abre as portas da sua casa para receber de forma calorosa, proporcionar um serviço de excelência e momentos únicos à mesa com a degustação da melhor da gastronomia portuguesa.

Mantendo a gerência com que se estreou, o Restaurante Figueiral é uma casa de família gerida pela matriarca Cláudia Sousa e pelo filho Ivan Gomes. Ambos são o rosto de uma empresa familiar, conhecida por todos os frequentadores da casa, refletindo os desafios e a experiência de muitos anos de empenho e dedicação. Um ambiente descontraído e acolhedor, através de uma envolvência rústica e elegante, que em muito tem contribuído para a posição de destaque enquanto um dos melhores restaurantes da região.

Cruzando a tradição com a modernidade, os pratos do Figueiral são servidos de forma cuidada e contemporânea, com opção pelo menu fixo ou pelas sugestões diárias do chef José Botequilha, que variam consoante a sazonalidade. Aqui encontramos a melhor picanha do Algarve (criteriosamente servida ao estilo brasileiro pelo chef Eraldo Brandão), peixe fresco e cortes de carne cuidadosamente selecionados, legumes tenros, doces tradicionais e uma garrafeira de excelência. Queijo de cabra com maçã, mel e nozes; filetes de linguado com banana flamejada com licor «Grand Marnier», peito de pato com molho de vinho do Porto e profiteroles recheados e cobertura de chocolate quente são apenas alguns do pratos que compõem a carta.

O Figueiral é composto por duas salas de jantar e um espaço exterior (com uma esplanada mais privada e tranquila), bem como uma zona lounge, ideal para um aperitivo antes da refeição. Um serviço de bar completo com opções para todos os gostos e tipos de paladar (cocktails, gin, rum, vodka, whisky, cognac ou brandy) para que desfrute de uma experiência única entre amigos.

Esta é uma casa repleta de histórias que proporciona experiências gastronómicas de coração cheio. Um detalhe de cada vez, construído em cada prato e em cada memória criada. A hospitalidade genuína, a cultura algarvia e o foco no profissionalismo são a razão do seu sucesso numa história que dura há mais de três décadas e que ainda hoje continua a prosperar.

Figueiral, o restaurante com maior tradição em Almancil

O Figueiral é um restaurante localizado em Almancil, na região do Algarve, perto de um dos principais pontos de acesso à Quinta do Lago. Há mais de 30 anos que esta família abre as portas da sua casa para receber de forma calorosa, proporcionar um serviço de excelência e momentos únicos à mesa com a degustação da melhor da gastronomia portuguesa.

Mantendo a gerência com que se estreou, o Figueiral é uma casa de família gerida pela matriarca Cláudia Sousa e pelo filho Ivan Gomes. Ambos são o rosto de uma empresa familiar, conhecida por todos os frequentadores da casa, reflectindo os desafios e a experiência de muitos anos de empenho e dedicação. Um ambiente descontraído e acolhedor, através de uma envolvência rústica e elegante, que em muito tem contribuído para a posição de destaque enquanto um dos melhores restaurantes da região.

Cruzando a tradição com a modernidade, os pratos do Figueiral são servidos de forma cuidada e contemporânea, com opção pelo menu fixo ou pelas sugestões diárias do chef José Botequilha, que variam consoante a sazonalidade. Aqui encontramos a melhor picanha do Algarve (criteriosamente servida ao estilo brasileiro pelo chef Eraldo Brandão), peixe fresco e cortes de carne cuidadosamente selecionados, legumes tenros, doces tradicionais e uma garrafeira de excelência. Queijo de cabra com maçã, mel e nozes; Filetes de Linguado com banana flamejada com licor «Grand Marnier», Peito de pato com molho de vinho do Porto e Profiteroles recheados e cobertura de chocolate quente são apenas alguns do pratos que compõem a carta.

O Figueiral é composto por duas salas de jantar e um espaço exterior (com uma esplanada mais privada e tranquila), bem como uma zona lounge, ideal para um aperitivo antes da refeição. Um serviço de bar completo com opções para todos os gostos e tipos de paladar (cocktails, gin, rum, vodka, whisky, cognac ou brandy) para que desfrute de uma experiência única entre amigos.

Esta é uma casa repleta de histórias que proporciona experiências gastronómicas de coração cheio. Um detalhe de cada vez, construído em cada prato e em cada memória criada. A hospitalidade genuína, a cultura algarvia e o foco no profissionalismo são a razão do seu sucesso numa história que dura há mais de três décadas e que ainda hoje continua a prosperar.

Rua Cristovão Pires Norte, 8135-117, Almancil. Algarve  Reservas: +351 289 395 558 –

Provámos a que dizem ser “a melhor picanha do Algarve”, servida há décadas num restaurante familiar

Visitámos um projeto familiar em Almancil, que não passa despercebido entre locais e estrangeiros. Merece este título? Já temos a nossa resposta. Mas nem só de picanha vive o Figueiral.

Durante a nossa estadia no Wyndham Grand Algarve, tivemos a oportunidade de provar aquela que é conhecida como “a melhor picanha do Algarve”. Servida no Figueiral, um restaurante familiar com quase 40 anos de história, viaja da Argentina e do Uruguai até Almancil.

Em 1986, o patriarca da família erguia a casa. Dois anos e uma ida ao Brasil depois, apaixonou-se e trouxe para o sul de Portugal o seu braço direito, Cláudia Sousa. Do amor de ambos nasceu Ivan Gomes, que hoje, em conjunto com a mãe, mantém próspero o sonho do pai.

“Especializámo-nos em servir a picanha da melhor forma possível”, explicou-nos Ivan Gomes, reforçando as nossas expetativas, que já se encontravam elevadas, uma vez que, sempre que o nome “Figueiral” surgia em conversa, saía de bocas que apenas tinham elogios para dar.

Aqui, a picanha é servida ao estilo brasileiro. Pode escolher 350 gramas por 35€ ou à descrição por 62€. “O segredo é a qualidade da carne e da grelha”, de acordo com o dono, que também menciona que “só o sal com que temperamos a picanha passa por um processo de cura de três dias”.

“Para o mercado português, a picanha tem uma expressão muito forte”, reconhece Ivan Gomes. Seja em bifes maiores, mais finos ou grossos, com ou sem gordura, e vinda das mais variadas origens, esta carne costuma estar presente em muitas ementas a nível nacional. Ainda assim, nem sempre enche as medidas.

Neste caso, o ex-libris do estabelecimento ficou para o fim. “É a cerejinha no topo do bolo”, disse o dono. Já com a barriga cheia, vimos chegar nacos de picanha no espeto, estilo rodízio. Com um ótimo aspeto, a carne vinha rosada, com pedras de sal e gordura generosas. Mas sabia ainda melhor do que aparentava.

Apesar de não sermos peritos na picanha servida no Algarve, podemos seguramente dizer que, na capital, não estamos habituados a encontrar algo com esta qualidade. A distância a que se encontra o Figueiral é agridoce, já que, se existisse mais perto de nós, passaríamos lá a vida. Assim, ficamos apenas “condenados” a fazer uma visita sempre que estivermos pelo sul.

E se a picanha nos marcou (reforçando que já estávamos mais do que saciados e mesmo assim não conseguíamos parar de aceitar fatias), também outros pratos o fizeram. Assim que entrámos no restaurante, Ivan Gomes deixou logo clara a vontade de que ficássemos a conhecer também outras iguarias com a assinatura dos chefs José Botequilha e Eraldo Brandão.

Depois do couvert, com paté de fígado de galinha, paté de azeitona preta e manteiga (4€), chegaram à nossa mesa umas tarteletes de camarão com mozzarella, que serviriam como presságio para uma belíssima refeição. Pensávamos que tínhamos adorado o folhado de queijo de cabra com maçã, mel e nozes (10,50€), mas depois veio o marisco.

Tanto o camarão tigre grelhado (12,90€) como as vieiras salteadas com textura de ervilha e espuma de chouriço (17€) roubaram o protagonismo, sendo que as vieiras levam sem dúvida a medalha de ouro. Estes dois pratos estavam contemplados no menu “sugestão do chef”, que muda a cada semana.

Se a carne é excelente, o peixe não fica nada atrás, assim como comprovaram os macios e saborosos filetes de linguado com camarão e molho de camarão (35€). O tornedó com molho (como vinho do Porto ou mostarda, a 30€) estava ótimo, mas a concorrência era forte.

No campo das sobremesas, há sugestões como seleção de queijos (18€), banana split (8€), tarte de maçã com gelado de baunilha (8€), fondue de chocolate com fruta fresca (19€), fruta da época com gelado (11,50€) e vulcão de chocolate (7,50€). Destaca-se a especialidade Figueiral, uma tarte de figo com gelado de pistáchio (8,50€) que sabe a Algarve.

Porém, a nossa preferência recai sobre os profiteroles (8,50€), gulosos e de comer e chorar por mais. Já o tiramisù (8,50€) foi talvez o prato que menos nos impressionou. Diretamente da garrafeira completa do Figueiral surgiu um Villa Mura Chardonnay, que nos acompanhou durante toda a refeição.

Para beber, pode, no entanto, escolher entre gin, rum, whisky, vodka, tequila, cocktails desde 9€ (como mojito, caipirinha, cosmopolitan e margarita), sidras e cervejas desde 2,50€, licores, águas e sumos a partir de 2,50€.

Este restaurante, que tem a mesma gerência desde sempre, conta com duas amplas salas de jantar, uma zona lounge, onde está localizado o bar (que está prestes a receber um menu novo, com “um foco maior na cocketelaria”), e um espaço exterior, reservado para a esplanada.

Quando visitámos o Figueiral, a mesma ainda não estava em funcionamento, pelo que ficámos com mais uma desculpa para voltar assim que possível. Mesmo assim, a D. Cláudia fez questão de nos mostrar como fica esta área durante a época alta, na visita guiada que nos fez pelo espaço.

Da fonte à lareira a lenha, ficámos a conhecer os cantos à casa num instante. Tem capacidade para 125 pessoas no interior e outras 80 no exterior. O Figueiral apenas serve jantares e encerra ao domingo, bem como durante todo o mês de janeiro.

“Trabalhamos muito num segmento internacional”, afirma Ivan Gomes, acrescentando que recebem “mais clientes estrangeiros”, apesar da “concorrência de restaurantes muito elevada” que verifica na zona. Aqui, “o conceito é as pessoas comerem à luz das estrelas e das velas”. E que bem que se deve estar numa típica noite de verão algarvia.

Restaurante Figueiral – O destino gastronómico de propriedade familiar de visita obrigatória perto da quinta do lago, Portugal

Immerse yourself in an authentic Portuguese dining experience, at Figueiral Restaurant Almancil, close to the exclusive leisure and sporting destination of Quinta do Lago. Dona Cláudia Sousa and her late husband created this heartwarming dining destination some 37 years ago. Now their son, Ivan Gomes is at the helm, with his mother a regular presence both in the kitchen and the restaurant.

Figueiral Restaurant is one of those places that makes your heart sing. As soon as you arrive you feel embraced by a warm family welcome.

Sip a cocktail or a glass of fabulous Portuguese wine, poured by bartender and hospitality expert Nuno, before taking your seat in the restaurant for a night of sophisticated dining, with international favourites by Head Chef José Botequilha. Enjoy fine dining including Sea Bass flambeéd in Ricard and mustard sauce, the restaurant’s renowned Tornedos in red port sauce, or an incredible Chateaubriand – even available for one, and you can have
the dish to your exacting standards, prepared on a hot stone left on the table.

Or opt for the show-stopping Brazilian-style Picanha, where chefs will come to your table with perfectly prepared sword skewer steaks, and will carve what you want, when you want.

There are two dining rooms and an outdoor terrace, as well as the bar & lounge. Tables are set with timeless elegance, the service is polished, yet natural and friendly too – the team is like a family, and it shows with the service.

Wines are a treat, and even if you order a half bottle, expect the same level of attentive expert service, so you enjoy your meal to the maximum.

I was so taken by this restaurant. I have become accustomed to global ‘experience’ brands, so when you get to enjoy a meal in an authentic family-owned restaurant you realise just how special it really is – each moment is so meaningful, not contrived or created to a formula.

Thank you, Figueiral Restaurant, for the most memorable meal during our recent Portuguese escapade.